3 bandas brasileiras de música instrumental que você deveria conhecer

0
3
views

É certo dizer que, quando a música possui uma letra, sentimos a necessidade de interpretar suas palavras através da dança. Já na música instrumental, os sons ganham espaço para falarem e uma conexão acontece: nos permitimos sentir, reconhecer os timbres, os instrumentos e deixamos que o corpo fale por nós. Na música instrumental brasileira sentimos uma emoção ainda mais especial ao nos identificarmos com um arranjo de instrumentos que trazem um rico mosaico de muitas culturas do mundo.

Este artigo do Noise, por Amanda Cavalcanti, de 2016, aborda o cenário da música instrumental brasileira, que sempre foi um gênero de nicho por tratar-se de um estilo pouco explorado no mercado tradicional. A matéria traz ainda uma lista colaborativa criada por Bruno Kayapy e Leonel Macha com a intenção de catalogar as mais diversas bandas instrumentais do Brasil. Também recomendamos essa listinha do Jardim do Mundo para se inspirar e se encantar. Aqui, nós reunimos 3 bandas especiais que toda tribalesca vai amar:

Balé Barbárie

O Balé Barbárie (Campinas-SP) é um quinteto de música instrumental que une influências improváveis numa mistura divertida que flerta com o absurdo e com o cômico. Após seis anos de carreira, a banda lança seu primeiro EP em 2017, um resumo daquilo que caracteriza o grupo e sua música: a pluralidade de estilos, uma imensa inquietude criativa, e seu forte apelo dançante, com arranjos originais de canções folclóricas e composições autorais, trazendo o Klezmer e outras manifestações musicais do Leste Europeu.


Pedra Branca

Fundada em 2001 por Luciano Sallun e Aquiles Ghirelli, a Pedra Branca (São Paulo-SP) traz instrumentos étnicos e timbres eletrônicos para criar música experimental brasileira de forma contemporânea e universal. Um dos maiores nomes da “world music” brasileira e sem dúvida o maior grupo de “chillout / lounge” brasileiro. Além da música, o grupo muitas vezes trabalha com performances de dança e interage diretamente com os conceitos e expressões artísticas diversas. Confira nosso review do show do Pedra Branca no Festival Mundo de Oz 8 anos


Macaco Bong

O Macaco Bong está prestes a completar 15 anos de estrada e completa oito trabalhos de estúdio lançados com o mais recente “Deixa Quieto” (2017), uma releitura do clássico “Nevermind” (1991) do Nirvana, e hoje é considerada a banda de rock instrumental brasileira mais popular do país. Plantou muitas sementes ao que se diz respeito a “girar a chave” no fomento de uma nova cadeia produtiva da música no país, sendo assim peça fundamental na construção de um mercado nacional de música formada por bandas de pequeno e médio porte que trabalham de forma auto sustentável sem vínculo com gravadoras e grandes esquemas.


Gostou da nossa playlist? Tem alguma música extra que gostaria de ter visto aqui? É só indicar nos comentários. Não deixe de comentar também qual foi a sua faixa favorita!

Melissa Art

Melissa Art

Leonina na casa dos 20, Melissa Souza é natural de Jundiaí/SP, mas o coração é de Minas. Produtora e jornalista, atua com assessoria de mídias digitais para empreendedores e artistas.
Melissa Art
Liked it? Take a second to support Tribal Archive on Patreon!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here