3ª edição da Revista Tribalizando já está disponível [download gratuito]

0
14
views

Lançada em abril de 2016, a revista digital Tribalizando  nasceu com o objetivo de trazer mais visibilidade para a dança tribal no Brasil e no mundo. Idealizada pela historiadora, pesquisadora, professora e bailarina Gilmara Cruz (Brasil) em parceria com a bailarina e advogada Hellen Labrinos (Grécia), cada edição é disponibilizada para download gratuito em PDF nos idiomas inglês e português, agora com periodicidade anual.

Para anunciar, sugerir uma pauta ou enviar uma matéria, solicite o edital pelo e-mail revista.tribalizando@gmail.com

Entre 30 e 50 páginas, a revista reúne entrevistas, artigos, matérias e depoimentos de alunas. As primeiras edições, lançadas em 2016, traz na capa os bailarinos brasileiros Caíque Melo e Kilma Farias, além de destacar entrevistas internacionais com Sandra Calvo (Argentina) e Jasmin Kalathaki (Grécia). No conteúdo, pautas abordando vertentes da dança tribal, videodança, dança-terapia, além de matérias sobre Bal Anat, Jamila Salimpour e Masha Archer se destacam.

Artistas como Kilma Farias, Mariah Voltaire, Aerith Asgard, Natália Espinosa, Anath Nagendra, Gabriela Miranda, Irene Patelli e Sara Félix já escreveram para a revista como uma forma de promover seus respectivos trabalhos na cena tribal em suas especialidades.

A partir da terceira edição, lançada em dezembro de 2017 em homenagem à Jamila Salimpour, a periodicidade da revista converteu-se para anual. Na capa, destaque para a entrevista com o grupo russo Tribal Mafia. E, no conteúdo, matérias de Anath Nagendra, Lady Wilma, Alê Freitas, Annamaria Marques, Camila Saraiva e Honora Haeresis.

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR

Conversamos um pouquinho com a editora Gilmara Cruz sobre as expectativas para com a revista e a tendência agora é que a publicação se adeque a um formato específico, com colunistas e anunciantes fixos, além de colaboradores espontâneos, trazendo mais visibilidade para a cena tribal brasileira no Brasil e no mundo. Aguardamos as próximas edições!


Para conhecer outras revistas brasileiras que já abordaram a dança tribal, acesse nosso guia.

Facebook Comments